Gestão de topo continua a ser um mundo de homens

Gestão de topo continua a ser um mundo de homens

Apesar dos avanços em virtude da entrada em vigor da Lei das Quotas, as melhorias numéricas são conseguidas graças a lugares não executivos, onde o poder de decisão é menor. Os conselhos de administração das empresas portuguesas cotadas em bolsa continuam a ser órgãos...
Women on Boards: Mulheres chegam ao topo mas com menos poder

Women on Boards: Mulheres chegam ao topo mas com menos poder

Inapa, Corticeira Amorim e Sonae Capital são as empresas que têm uma representação mais equilibrada entre mulheres e homens nos órgãos de gestão. As mulheres têm cada vez mais representatividade nos órgãos de gestão das empresas. Se em 2016 representavam 14,3%, depois...
Há mais mulheres no topo das empresas mas têm pouco poder

Há mais mulheres no topo das empresas mas têm pouco poder

A lei da paridade nas empresas cotadas em bolsa já está a produzir efeitos mas com falhas: as mulheres estão cada vez mais representadas em órgãos de decisão – passaram de 14,3% em 2016, antes da entrada em vigor da lei, para 24,8%, em abril de 2019 -, mas o aumento...